Natura

Tommy

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Comece o dia com Linhaça!

Dica de Saúde

Pesquisa brasileira mostra que incluir linhaça na refeição matinal é a melhor opção para quem deseja emagrecer.
A linhaça era cultivada no Egito há 2.500 a.C.  Naquela época suas fibras já eram usadas para confeccionar tecidos, bandagens das múmias e o óleo usado por pintores como verniz.
Você encontra a linhaça em farinha, sementes e em óleo.

SEMENTE



A semente tem uma casaca rígida, um escudo que a protege de micro organismos oportunistas. Eis ai um problema, pois, nem mesmo nosso organismo consegue romper a barreira, ou seja, caso você engula a semente inteira , ela sairá como entrou. Por isso antes de consumi-la, bata ligeiramente no liquidificador.

ÓLEO



O óleo de linhaça é muito usada pela indústria de cosméticos. Com uma grande concentração de gorduras benéficas, o mesmo não apresenta fibras como a farinha e a semente.
Se você optar pelo óleo da linhaça, procure por uma marca sem aditivos ou solventes.

FARINHA




A farinha pode ser encontrada pronta, ou feita em casa, facilita o acesso aos nutrientes.
A linhaça é um cereal, mas que passa também por oleaginosa, já que produz muito óleo ou leguminos, por ter proteínas semelhantes ás das espécie. Por isso a dificuldade em classificá-la. A nomenclatura não importa, o importante mesmo, são seus benefícios.
A linhaça contém  ácido alfalinolênico, uma versão da gordura ômega- 3. O ômega-3 diminui  diminui o LDI, fortalece o sistema imunológico e evita processos inflamatórios.
A farinha apresenta  quantidades menores de ácidos graxos benéficos, mas, ninguém sabe o porquê, é mais eficiente na hora de barrar a fome.
A linhaça em farinha é muito mais fácil de consumi-la, pois, você poderá adicioná-la aos pratos. Para engrossar o feijão, consumir com frutas, no leite ou nas receitas de bolos, doces e salgados. Use sua criatividade. O importante é consumir a linhaça , que sacia a fome por mais tempo, ajudando assim no emagrecimento.
Você também encontra alimentos com linhaça nos supermercados.

Imagens: Google
Fonte de informação: Revista Saúde