Natura

Tommy

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Bora ver ?

DICA CULTURAL

Perdemos a Copa!Uma tristeza abateu-se  sobre nós. E agora? Agora, a vida continua. Temos a nossa vida, a nossa família, nosso trabalho. A nossa vida para viver. Temos também que nos divertir! Temos teatro, cinema, shows, musicais, parques. Temos a copa das árvores para nos proteger do sol escaldante! Temos o sorriso das nossas crianças. O abraço  dos nossos filhos. O beijo do amado. As contas para pagar e saúde para trabalhar. Eles, os jogadores, voltarão para os seus clubes, viverão suas vidas em suas mansões, com seus familiares e toda mordomia. Continuarão a ganhar seus milhões. Pense nisso. A nossa  dica mais importante de hoje é: viva sua vida da melhor maneira possível. O importante é ser feliz. O resto...bem, quem precisa de resto para ser feliz? Bora viver com alegria , pois, a vida é uma dádiva de Deus.
Bora ver as dicas culturais de hoje? E se, não puder sair para se divertir fora, divirta-se em sua casa. Reúna a família e comemorem a vida. Porque essa sim, não podemos perder!

Teatro

Peça: Meu Deus com Irene Ravache e Dan Stulbach 

<p> Dan Stulbach e Irene Ravache em 'Meu Deus!'</p>

Teatro Faap
Rua Alagoas, 903 - Higienópolis - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3662 7233
Sexta, 21h30; sábado, 19h e 21h30; domingo, 17h e 19h30.
Bilheteria: 14h/20h (quarta e quinta); a partir das 14h (sexta a domingo). ATENÇÃO: Não haverá espetáculo no domingo (13/7).
Sexta: R$ 60,00
Domingo: R$ 70,00
Sábado: R$ 80,00

Exposições

OSGEMEOS - A ópera da lua




O blog já falou sobre essa exposição aqui. Também assisti uma matéria na Globo  que fala sobre o trabalho deles, sempre elogiando a criatividade dos grafiteiros, que, apresentam trinta trabalhos inéditos.Vejam a resenha de Laura Ming. E o melhor, você não colocorá a mão no bolso para ver uma das melhores exposições da cidade.  É GRÁTIS!

Resenha de Laura Ming

Após cinco anos sem expor na cidade, a dupla de grafiteiros apresenta trinta trabalhos inéditos entre telas, instalações e vídeos. Os personagens amarelos em cenários surreais ocupam toda a galeria nesta montagem, que inclui uma projeção em 3D com cenas de nudez feminina, algo que não era tão comum no trabalho dos artistas. A nova exposição trará ainda uma escultura secreta, a maior já feita pela dupla, com 5 metros de altura. Para se ter uma ideia da expectativa em torno do acontecimento, pela primeira vez a galeria reforçou a equipe de seguranças e contratou monitores — preocupações típicas de museus — para receber as prováveis filas de visitantes. 
De 29/6/2014 até 16/8/2014. GRÁTIS.

Exposições

Diversidade Futebol Clube


Exposição trata sobre a homofobia e o machismo do futebol

Exposição trata sobre homofobia e machismo no futebol. Bacana e é GRÁtis!

Rua do Arouche, 24 - República - São Paulo - SP - Tel.: (11) 2627 8078
Terça a domingo, 10h às 20h.
O Museu da Diversidade Sexual discute a homofobia e o machismo no mundo do futebol em exposição em cartaz até 12 de outubro. A mostra apresenta imagens do fotógrafo Roberto Setton, que registrou, entre 2008 e 2012, o “Futebol das Drags", evento que comemora o aniversário da boate Blue Space com um jogo de futebol entre transformistas e funcionários no meio da rua. De 11/6 a 12/10/2014.

Cinema
Praia do Futuro Com Wagner Moura

'Praia do Futuro': Wagner Moura no papel principal
Wagner Moura como ator principal. Vejam a seguir a resenha de Miguel Barbieri Jr

Resenha por Miguel Barbieri Jr.
Donato (Wagner Moura) trabalha como salva-vidas na Praia do Futuro, em Fortaleza. De tanto ficar no mar, seu pequeno irmão, Ayrton, o apelida de Aquaman. O protagonista vai sofrer uma reviravolta do destino ao conhecer o alemão Konrad (Clemens Schick). De férias no Brasil, o turista perde um amigo afogado, mas ganha sexo e atenção de Donato. Na segunda parte do drama, eles vivem juntos em Berlim e o brasileiro tenta se adaptar às temperaturas baixas. O terceiro capítulo dedica-se a mostrar o ponto a que chegou a relação deles e o amargo reencontro de Ayrton (interpretado por Jesuíta Barbosa), agora com 18 anos, e Donato. Em seu melhor longa-metragem desde Madame Satã (2002), o diretor cearense Karim Aïnouz usa elipses e silêncios em sua visão sobre relacionamentos afetivos, seja entre os  irmãos, seja entre o casal. A frieza faz parte desse mundo exclusivamente masculino. Nas cenas de sexo entre Moura e Schick, não se nota amor. A poesia aqui é de outra ordem. Ela aparece no contraste do ensolarado Brasil com a cinzenta Berlim e na opção do realizador de usar a trilha sonora no lugar das palavras. Por isso, o grande e emocionante momento do longa-metragem está na derradeira  sequência, embalada pela canção Heroes, de David Bowie. Estreou em 15/5/2014.

Vai até 16 de julho de 2014 no Espaço Taú Cinema

Maiores informações no site abaixo.

Fonte: http://vejasp.abril.com.br/